Manchas de vitiligo: Como são, tratamento

O vitiligo pode aparecer em qualquer idade, mas é mais comum o surgimento em pessoas com idade entre 10 e 15 anos ou de 20 a 40 anos

Escrito por -

Saiba mais sobre as manchas de vitiligo, como por exemplo aspectos, tratamento e principais causas desta doença que atinge uma parcela significativa da população.

Para quem sempre observa a própria pele é muito fácil ver os sinais de mudanças na mesma e no organismo, onde o surgimento de manchas de diversas cores são um sinal para buscar diagnóstico e tratamentos adequados.

Vamos compreender um pouco sobre essas manchas e os efeitos que causam no paciente, sendo essa uma condição dermatológica que atinge até 2% da população mundial.

Como são as primeiras manchas de vitiligo? 

O vitiligo é uma condição de início silencioso, várias vezes confundido com outras condições, o que pode atrasar a busca por tratamento.

como tratar manchas de vitiligo
O vitiligo não é uma doença contagiosa (Foto: Vida Ativa)

Saiba mais: Carocinhos na pele do bebê: O que pode ser?

Suas causas são diversas de acordo com os pesquisadores, e a maioria dos tratamentos é eficaz em reduzir um pouco os sintomas e crescimento das manchas, mas não todos. Vamos ver abaixo algumas informações sobre as principais causas.

Manchas de vitiligo – Como são, tratamento

Quer saber como são os sintomas iniciais de vitiligo? A maioria dos especialistas na área as define como “manchas brancas bem delimitadas”, que aparecem em partes distintas do corpo, de maneira separada, como: mãos, pés, cotovelos, joelhos, rosto e genitais.

O surgimento é imprevisível, podendo ocorrer a regressão de uma mancha e o surgimento de outra. As causas, segundo especialistas, são diversas:

  • Neural: sobre manchas ou pintas surgem substâncias que destroem a melanina, tirando a pigmentação do local;
  • Citóxica: ação tóxica de certos produtos que utilizamos no corpo, como borrachas e tecidos de roupas. A hidroquinona, que pode estar presente nestes produtos, tira a pigmentação da pele;
  • Autoimune: o corpo desenvolve anticorpos que impedem a produção de melanina. Pode estar associado a outras doenças autoimunes, como diabetes ou tireóide.
causas vitiligo
(Foto: Sesderma)

Importante lembrar que além das manchas, o vitiligo traz ou já vem acompanhando de um grande desgaste emocional por parte do paciente, que deve buscar, além do tratamento dermatológico, um auxílio psicológico para enfrentar a condição. Vamos ver abaixo algumas formas de tratamento.

Leia ainda: Como esfoliar a pele do rosto com produtos caseiros

Como tratar o vitiligo

Vejamos como tratar o vitiligo, tentando fornecer um pouco mais de qualidade física e emocional ao paciente que sofre dessa condição. Os principais tratamentos existentes são, de acordo com os tipos de lesões:

  • Localizadas: uso de corticóides, que tentam impedir a destruição dos melanócitos. Podem ser pomadas, injeções ou comprimidos de uso oral;
  • Generalizadas: tratamento com fototerapia, vitaminas e antioxidantes, que estimulam a produção de melanócito.
como começa o vitiligo
(Foto: Vivo Mais Saudável)

Existem ainda as opções de tratamento com imunomoduladores, e as cirurgias de extração da pele saudável, sendo inserida nas áreas com vitiligo. Quando as manchas ultrapassam 50% do corpo, sugere-se a despigmentação de toda a pele.

Lembrando que o tratamento de vitiligo só deve ser feito após o correto diagnóstico das lesões, e com profissionais capacitados. É indicado ainda o tratamento psicológico para que o paciente compreenda as mudanças do seu corpo.

Manchas de vitiligo: Como são, tratamento
Avalie esta matéria!