Cisto na pele – O que é, causas, como tratar

Os cistos na pele, mesmo que em sua maioria não sejam malignos, podem sim serem derivados de certas tendências genéticas

Escrito por -

Saiba mais sobre o cisto na pele – o que é, causas, como tratar esse incômodo de forma efetiva.

De forma simples, podemos explicar o cisto sebáceo como um nódulo que fica abaixo da pele. Ele pode possuir consistências e tamanhos diversos.

Seu surgimento se dá por culpa do aumento das células produtoras de queratina na pele.

Mesmo sendo benignos de forma geral, existem tratamentos para os cistos na pele. Inclusive cirurgias para sua total remoção.

Leia também: Câncer de pele – Sintomas iniciais, tratamento

Cisto na pele – O que é, causas, como tratar

Os cistos são encontrados em homens e mulheres, em geral adultos. Mesmo que em sua maioria não sejam malignos, eles podem sim serem derivados de certas tendências genéticas.

Foto: Planetesante
Foto: Planetesante

Os cistos mais frequentes podem ser divididos em três subgrupos:

Cisto epidérmico

São os mais comuns, só no Brasil existem mais de dois milhões de casos por ano. Formam um pequeno caroço sob a pele e tem o desenvolvimento bem lento. Nesse caso, a tendência genética pode ter sido o motivo do seu aparecimento. Infrequentemente causam dores ou algum sintoma adicional. Seus lugares mais comuns de aparecimento são o pescoço, rosto e tronco.

Cisto triquilemal

Também conhecidos como cistos pilares. Esses são menos habituais, atingindo em médica 5 à 10% da população. Normalmente manifestam-se no couro cabeludo. Na maioria dos casos ele não é um cisto solitário, ou seja, mais de um cisto surge na mesma área, ao mesmo tempo.

Millium

Essa modalidade de cisto se localiza na parte mais superficial da pele. Suas lesões possuem coloração amarelada ou esbranquiçada. São bem pequenos e manifestam-se, principalmente, ao redor dos olhos. Mas, mesmo assim, podem aparecer em qualquer outro lugar.

Foto: Enikos
Foto: Enikos

O que causa cisto sebáceo?

Eles nascem fora das glândulas sebáceas e o “ingrediente principal” dos cistos é a queratina, não o sebo – como muitas pessoas acham, de forma errônea. Na maioria das vezes, o aumento na produção das células que fabricam a queratina é o que culmina o seu aparecimento.

Ainda existem outras causas, não tão comuns, como a falha no desenvolvimento do ducto (o que vem de nascença), células danificadas durante algum procedimento cirúrgico e distúrbios genéticos.

Como curar cisto na pele

Mesmo sendo um instinto natural, é de extrema importância que nunca se esprema o cisto, isso pode causar infecções e futuras complicações.

Para que a cura aconteça de forma efetiva, é necessário buscar ajuda médica. Só um dermatologista poderá conduzir uma remoção cirúrgica. Essas remoções, no geral, são simples e ocorrem não pelo cisto ser perigoso, mas por razões estéticas. A cirurgia é a única maneira de que o cisto seja removido definitivamente.

Agora que suas dúvidas sobre cisto na pele – o que é, causas, como tratar já foram sanadas, não hesite em procurar por profissionais especializados. Só eles vão poder tratar do caso com mais especificidade e assertividade.

Cisto na pele – O que é, causas, como tratar
Avalie esta matéria!